Tribunal manda parar projecto Costa Terra no Alentejo

alentejo1.jpgO Tribunal Administrativo de Lisboa decidiu suspender o alvará do loteamento e mandar parar a execução da obra turística imobiliária da empresa Costa Terra, um projecto PIN em Rede Natura 2000.

O Tribunal decidiu assim pela suspensão da eficácia do despacho dos Ministérios do Ambiente e da Economia.

O projecto Costa Terra foi o primeiro empreendimento classificado pelo Governo como Potencial Interesse Nacional (PIN).

A decisão de suspender a obra vem na sequência de uma providência cautelar apresentada por duas associações ambientalistas Quercus e Geota, que consideram que o projecto desrespeita as leis comunitárias e nacionais e vai provocar danos graves ao ambiente.

O empreendimento é constituído por 204 moradias, 3 aparthotéis com 560 camas, 4 aldeamentos turísticos com 775 camas, 4 conjuntos de apartamentos turísticos com 823 camas, uma estalagem com 40 camas e um campo de golfe de 18 buracos, prevê um investimento de 578 milhões de euros e a criação de 1260 postos de trabalho directos.