Galp procura petróleo na bacia do Alentejo

petroleo.jpgA empresa petrolífera já tem um navio sísmico a fazer ecografia à costa a norte de Lisboa, e a partir de Agosto passará a ser feita na bacia do Alentejo.

O presidente executivo da Galp Energia, Manuel Ferreira de Oliveira, participou na cerimónia de acolhimento de trabalhadores, que operarão o Terminal de Granéis Líquidos de Sines a partir de agosto, data em que entra em vigor a concessão da empresa.

O presidente da petrolífera disse que “Estamos neste momento a fazer uma ecografia da costa portuguesa, e com isso conseguimos ver o que está lá em baixo em duas dimensões. Se os resultados forem atractivos, fazemos uma ecografia em três dimensões, e a partir daí identificaremos se há jazidas petrolíferas”.

É preciso realizar muito estudo antes de uma perfuração, devido ao custo de cada torre de perfuração que varia entre 50 e 70 milhões de euros.


Publicidade