Escultura rara de um touro com três mil anos para ver em Beja

Uma escultura em cerâmica de um touro, com três mil anos e que foi recuperada numa das intervenções arqueológicas promovidas pela empresa do Alqueva, está em exposição a partir de quarta-feira e até ao dia 29 de junho, na galeria de exposições da EDIA, em Beja.

Trata-se de uma escultura, representando um touro, em posição natural de repouso, deitado sobre o ventre e com a parte traseira ligeiramente recostada sobre a perna esquerda. A peça tem uma altura de 23 cm, 17 cm largura e 45cm de comprimento.

Este touro foi recuperado no sítio arqueológico Cinco Reis 8, intervencionado no âmbito da empreitada de execução do Troço de Ligação Pisão-Beja, infra-estrutura da rede primária do Subsistema de Rega de Alqueva.

Trata-se de uma necrópole da 1ª Idade do Ferro, constituída por recintos limitados por fossos de planta retangular, no centro dos quais se situam sepulturas individuais.

Este conhecimento vem trazer novas luzes sobre o passado e contribuir para uma revisão do atual estado do conhecimento científico.

Publicidade