Ambientalistas denunciam expansão do olival intensivo no Baixo Alentejo

aliveiras.jpgAs associações ambientalistas Quercus, Ceai, LPN e Spea denunciaram a crescente reconversão do olival tradicional em intensivo no Baixo Alentejo.  

             

O olival intensivo está a cativar cada vez mais adeptos, numa altura em que o azeite é um sector estratégico para o governo.             

As associações garantem que “qualquer projecto de agricultura intensiva que ponha em causa os valores naturais da Rede Natura 2000 terá uma oposição forte e determinada das ONGA (organizações não governamentais de ambiente) nacionais”.